Luísa Correia Castilho

Luísa Correia Castilho doutorou-se na Universidade de Évora com a dissertação intitulada: As obras de Manuel de Tavares e o desenvolvimento da policoralidade na polifonia portuguesa do século XVII (Setembro de 2009). Possui o Mestrado em Ciências Musicais com uma dissertação sobre a música na Sé de Castelo Branco, uma Licenciatura em Ciências Musicais e o Curso Geral de Canto e Piano.

 Participou em congressos, cursos, seminários e jornadas, nacionais e internacionais, no âmbito da musicologia e da educação. Publicou artigos em revistas nacionais e internacionais das quais se destaca: Aprender Música em Portugal (Semanário "O Tempo"); O Ensino da Música nas Escolas Secundárias (Boletim da Associação Portuguesa de Educação Musical (APEM)); A música e o sistema de ensino em Portugal (revista Educare/Educere); Actividade Musical em Castelo Branco no século XIX (um contributo para o seu estudo) (revista Educare/Educere); Arquivos e Acervos (Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX); A pontuação métrica e semântica na música polifónica: cláusula e plano cadencial (Revista Convergências); O repertório sacro policoral seiscentista e a obra de Manuel de Tavares (Revista Convergências); A vida e a obra de Manuel de Tavares (Revista de Musicologia Espanhola); As Paixões atribuídas a Manuel de Tavares da Catedral de Baeza (Pensar a Música – Guimaramus 2012).

Fez parte de projetos de investigação qual se destaca: Membro da equipa que elaborou o catálogo de música instrumental no âmbito do projeto de investigação PTDC/EAT-MMU/104206/2008 Estudos de Música Instrumental em Portugal: 1755-1834; Membro da equipa do projeto, Ordo Christi – Património Artístico da Ordem de Cristo entre o Zêzere e o Tejo (séc. XV e XVI) (SAICT-POL/23684/2016) liderado pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Atualmente é Professora Adjunta na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, membro integrado do Centro de Investigação CESEM (Centro de Estudo de Sociologia e Estética Musical) e membro colaborador do Age.Comm - Unidade de Investigação Interdisciplinar - Comunidades Envelhecidas Funcionais.

Author's articles

  • A pontuação métrica e semântica na música polifónica: cláusula e plano cadencial
  • O repertório sacro policoral seiscentista e a obra de Manuel de Tavares
  • Manuel de Tavares e o catálogo da Livraria de D. João IV
  • O percurso estilístico de Manuel de Tavares (c. 1585-1638)
  • A música e a sua organização curricular no ensino em Portugal após o 25 de abril
  • Passado e presente do Vilancico na obra de Tavares
  • Autoeficácia e Estilos de Aprendizagem: um estudo comparativo entre os alunos que frequentam o ensino artístico especializado da música e os alunos que frequentam o ensino regular
  • Metodologias de estudo para uma melhor prática instrumental da Flauta Transversal
  • Eu serei violinista – método de Shalman aplicado ao ensino/aprendizagem do violino
  • Música Tradicional da Beira Baixa: Aplicação e Contributos no Ensino da Formação Musical